Agente de Polícia Civil/ES - 2009

26 julho 2010 , |
A prova para Agente de Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, elaborada pela banca CESPE, contém cinco questões de Raciocínio Lógico-Matemático. Vale a pena conferir essa prova porque a última questão pode surpreender alguns concurseiros.

O edital previa os seguintes tópicos para essa prova:
  1. Compreensão de estruturas lógicas;
  2. Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões;
  3. Diagramas lógicos;

Julgue os itens a seguir, acerca de raciocínio lógico.

46 - Considere que um policial esteja perseguindo um ladrão na escadaria de um prédio que não tenha subsolo e que ambos estejam correndo no mesmo sentido. Se os degraus da escada são numerados a partir do térreo por degrau 1, degrau 2, ..., e se o policial estiver no degrau X e o ladrão no degrau Y, em que X - Y = - 6, então o policial e o ladrão estão descendo as escadas.

Resposta comentada
É importante esboçar uma ilustração para não ficar confuso. Observe o esquema abaixo:


A subtração X - Y = 1 - 7 = - 6 confirma que os dois estão subindo os degraus, ou seja, este item está errado.


47 - Se as proposições "Se chove, as ruas da cidade de Vitória estão molhadas"; "As ruas da cidade de Vitória estão molhadas" e "Está chovendo na cidade de Vitória", em que duas primeiras são premissas e a terceira é a conclusão de um argumento, então é correto afirmar que esse argumento é um argumento válido.

Resposta comentada
Considere as proposições
  • ACB: Se chove, as ruas da cidade de Vitória estão molhadas;
  • B: As ruas da cidade de Vitória estão molhadas;
  • C: Está chovendo na cidade de Vitória.
para construir o argumento cujas premissas são A e B, e a conclusão desse é C.

Admitindo como verdadeiras as premissas, é claro que B é verdadeira. Independente do valor lógico da proposição C, a outra premissa, CB, será verdadeira, pois B é V. Isso mesmo, a premissa A será verdadeira mesmo que a conclusão C seja F.

Ao admitir que as premissas A e B são verdadeiras, chegou-se a conclusão de que há um caso onde a conclusão C é F. Este item está errado porque o argumento não é válido.


48 - Considere que em um canil estejam abrigados 48 cães, dos quais:
  • 24 são pretos;
  • 12 têm rabos curtos;
  • 30 têm pêlos longos;
  • 4 são pretos, têm rabos curtos e não têm pêlos longos;
  • 4 têm rabos curtos e pêlos longos e não são pretos;
  • 2 são pretos, têm rabos curtos e pêlos longos.
Então, nesse canil, o número de cães abrigados que são pretos, têm pêlos longos mas não têm rabos curtos é superior a 3 e inferior a 8.

Resposta comentada
Sejam os cojuntos:
  • P: O cachorro é preto, n(P) = 24;
  • C: O cachorro tem rabo curto, n(C) = 12;
  • L: O cachorro tem pêlo longo, n(L) = 30.
O número total de cães abrigados é n = 48.

É necessário determinar o valor de x = n(PLCC) (Veja o diagrama abaixo).


A partir da soma

[ (22-x) + 2 + (18-x) ] + [ 4 + 4 + ] + 2 = 48 ,

calcula-se que x = n(PLCC) = 6. Como o número de cães abrigados que são pretos, têm pêlos longos mas não têm rabos curtos fica no intervalo 3 < n(P ∩ L ∩ CC) < 8, este item está certo.


49 - Na sequência numérica 23, 32, 27, 36, 31, 40, 35, 44, X, Y, Z, ..., o valor de Z é igual a 43.

Resposta comentada
A sequência adiciona 4 aos pares da seguinte maneira:
  • (23, 32) + 4 = (27,36);
  • (27, 36) + 4 = (31,40);
  • (31, 40) + 4 = (35,44);
  • (35, 44) + 4 = (39,48) = (X,Y);
  • X + 4 = 39 + 4 = 43 = Z;
Item certo, pois o valor de Z é igual a 43.


50 - Considere que o delegado faça a seguinte afirmação para o acusado: "O senhor espanca a sua esposa, pois foi acusado de maltratá-la". Nesse caso, é correto afirmar que o argumento formulado pelo delegado constitui uma falácia.

Resposta comentada
A inversão da relação causa e efeito é uma falácia lógica, que recebe o nome de Post hoc ergo propter hoc (depois disso, logo causado por isso).

Por exemplo:

"O galo sempre canta antes do nascer do sol.
Logo, o sol nasce porque o galo canta."

Isso pode ser dito de outra forma:

"O sol nasceu, pois o galo cantou."

Neste item, temos o seguinte argumento:

"O senhor foi acusado de maltratar a sua esposa antes de espancá-la.
Logo, o senhor espanca a sua mulher porque foi acusado de maltratá-la.

Ou ainda,

"O senhor espanca a sua esposa, pois foi acusado de maltratá-la."

Item certo porquanto o argumento formulado pelo delegado é uma falácia.

Deixe um comentário se você estiver com dúvidas em relação as respostas desta prova.

Um comentário:

Ronald disse...

a questão 48 está com valores inicorretos, apesar da resposta certa( nao sei como =))!
"L 24-x"

[ ("24"-x) + 2 + (18-x) ] + [ 4 + 4 + x ] + 2 = 48
54-x=48
x=6

Postar um comentário